top of page

PREVENÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO DO CANCER COLORRETAL


O que é o câncer colorretal?


O câncer colorretal é aquele que se origina na mucosa que reveste o intestino grosso — o chamado cólon — e pode se estender até o reto e o ânus. Geralmente, ele é percebido inicialmente como um pólipo, que é uma massa instalada na superfície da parede intestinal.


Quais os sinais do câncer colorretal?


De acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer),no estágio inicial da doença, são raras as manifestações de sintomas do câncer colorretal. No entanto, podem ocorrer alguns sinais de alerta para a sua presença. Os mais recorrentes são:

·         sangue nas fezes;

·     mudanças no hábito intestinal (às vezes com alternância entre diarreia e prisão de ventre);

·         alteração na forma das fezes (muito finas e compridas);

·         perda de peso sem causa aparente;

·         sensação de fraqueza e/ou diagnóstico de anemia;

·         dor ou desconforto abdominal, e

·         presença de massa abdominal (indicativa de tumor).

É bom ter em mente que estes sinais podem ser indicativos também de outras doenças do intestino ou do sistema digestivo e excretor em geral, como hemorroidas, verminose, síndrome do intestino irritável ou úlcera gástrica.

Por isso, é importante passar pela avaliação de um médico especializado, sobretudo quando os episódios não melhoram em alguns dias.


Quais as formas de prevenir o câncer colorretal?


Os principias fatores de risco para o câncer colorretal, ainda segundo o Inca, estão relacionados ao excesso de peso, sedentarismo, consumo excessivo de carne vermelha e álcool, tabagismo, especialmente em pessoas acima dos 50 anos.

Diante disso, as formas mais eficazes de prevenir o câncer colorretal passam pela mudança de hábitos, buscando colocá-los em prática no dia a dia. Por isso, destacamos algumas medidas que podem ser adotadas para reduzir o risco da doença:

·        busque manter o peso corporal adequado (verifique se seu peso está adequado com uma calculadora de Índice de Massa Corporal);

·        pratique atividades físicas com regularidade, tentando criar a rotina de pelo menos 150 minutos semanais de exercícios moderados;

·       mantenha uma alimentação saudável, composta, principalmente, por alimentos in natura e minimamente processados (frutas, verduras, legumes, cereais integrais e outras leguminosas, grãos e sementes);

·        evite o consumo de carnes processadas (salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, peito de peru, salame);

·         limite o consumo de carnes vermelhas (procure não ingerir mais do que 500 gramas de carne cozida por semana).

·         não fume e evite o tabagismo passivo (afastar-se de pessoas que estejam fumando) e

·         modere a ingestão de bebidas alcoólicas.

Quando procurar ajuda médica na prevenção?

Buscar a orientação de profissionais especializados é sempre o primeiro passo para uma mudança de vida focada no cuidado e prevenção contra o câncer do intestino ou qualquer outro tipo da doença.

Sendo assim, você pode recorrer à ajuda médica não apenas quando perceber algum sinal suspeito do seu organismo, mas sobretudo para avaliar as condições de saúde e avaliar quais medidas preventivas são as mais adequadas para o seu caso.

 

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica

Instituto Nacional do Câncer - INCA





Opmerkingen


bottom of page