top of page

CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO


Assim como ocorre nos demais tipos de câncer, o câncer de cabeça e pescoço se caracteriza pelo desenvolvimento anormal e acelerado de células, levando a formação de nódulos e tumores que podem comprometer a função do órgão onde se instala.

A diferença, neste caso, é que o câncer de cabeça e pescoço engloba esse distúrbio em vários órgãos, todos localizados nas regiões cefálica e cervical. Assim, estão nessa classificação desde os cânceres de tireoide até os que acometem o couro cabeludo, por exemplo.


Os 7 tipos de câncer da cabeça e pescoço mais comuns:


Como dissemos acima, há vários tipos de câncer de cabeça e pescoço. Juntos, eles já atingem o segundo lugar em incidência no Brasil, de acordo com as estatísticas do Instituto Nacional de Câncer. Os sete mais incidentes, na atualidade, são:


Câncer de Laringe


Esse tipo da doença, incluindo a supraglote, glote e subglote, é mais comum em homens a partir de 40 anos. Cerca de ⅔ das lesões são detectadas inicialmente nas cordas vocais e podem desencadear sintomas como dor de garganta, rouquidão e dificuldade de engolir.


Câncer da cavidade oral


O câncer de boca pode se desenvolver nos lábios, gengivas, bochechas, céu da boca ou na língua. Esse conjunto de doenças atinge atualmente cerca de 15 mil pessoas todos os anos e pode se manifestar por meio de lesões com dificuldade de cicatrização, sangramentos, além de manchas vermelhas ou esbranquiçadas nesta região.


Orofaringe


São tumores que acometem a base da língua, as paredes  da faringe, as tonsilas e o palato mole. Esse tipo de câncer de cabeça e pescoço pode ser detectado ainda na nasofaringe, cavidade nasal e seios paranasais, hipofaringe e glândulas salivares. Em geral, os sinais da doença vão desde dor e dificuldade ao engolir até dor de ouvido de repetição.


Câncer de tireóide


Caracterizado pela formação de um nódulo nessa glândula, o câncer de tireóide atinge, de acordo com o INCA, três vezes mais mulheres do que homens. Além disso, está fortemente ligado à obesidade. Os sintomas só costumam aparecer quando a doença já está em estágio avançado. Mas casos suspeitos podem ser identificados pela presença de caroço na região.


Câncer de pele


Nem todas as manifestações do câncer de pele são enquadrados como tipos de câncer de cabeça e pescoço. Ao contrário, ele está relacionado àqueles que surgem em mucosas e tecidos nesta região. Ou seja, são os cânceres na pele da face, pescoço ou couro cabeludo.


Tumores oculares


São os tipos de cânceres que podem afetar desde a órbita ocular, atingir a glândula lacrimal ou o câncer da coróide, que pode prejudicar a retina. Ocorre com mais frequência entre os 55 e 60 anos e em pessoas de pele escura. Os sinais e sintomas tendem a ser tardios e geralmente caracterizam-se pela a perda de visão e por sintomas de descolamento da retina.


Tumores intracranianos


Os tumores intracranianos podem envolver o cérebro e outras estruturas, como a meninge — membrana que recobre o cérebro. Em geral, esse tipo de câncer se desenvolve no início ou na fase média da idade adulta. No entanto, pode ser detectado em qualquer idade e exige atenção redobrada, pois, como a caixa craniana não tem espaço para expansão, mesmo os tumores benignos podem causar disfunção neurológica grave ou morte.


Como tratar os vários tipos de câncer de cabeça e pescoço?


Tanto a detecção quanto o tratamento dependem do tipo do câncer de cabeça e pescoço, seu estágio e condições do paciente. Assim, para cada pessoa haverá uma conduta mais adequada, que deve ser definida pelo especialista em Cirurgia Oncológica em conjunto com a equipe médica multidisciplinar mais indicada de acordo com a localização da doença.

Por essa razão, é importante manter-se vigilante aos fatores de risco e manter hábitos que ajudam a prevenir o câncer. Além disso, é fundamental fazer consultas regulares para exames preventivos e, sempre que houver algum sinal suspeito, procure um médico.


Fonte: INCA - Instituto Nacional do Câncer.




 

Comentários


bottom of page